Deixa-me ao menos a esperança



Aceito que tu te afastes de mim, se este for o teu desejo.
Põe à prova com o teu desdém minha resignação e minha paciência, mas deixa-me ao menos a esperança.
Sou o teu resgaste! Ah! melhor seria dizer que o teu resgate é um doente moribundo. Para o amante, a humilhação será um opróbrio?

Existe em mim um desejo tão intenso de ti, que se a pedra suportasse força igual, seria fendida como por um fogo violento.
Teu amor penetrou em mim tão intimamente como, na alma, a palavra interior.
Não posso respirar sem que tu estejas em meu alento e circules em meus sentimentos.
Arrastaste meu coração para longe do mundo e de suas atrações. És no meu coração algo de inseparável.
Meus olhos não podem fechar-se, sem que tu estejas entre as pálpebras e a pupila.

=== Sumum, o apaixonado ===


Um comentário:

Helio Jenné disse...

Esse texto é um dos mais arrebatados que já vi, Nina. Excelente post! O amor é lindo! Beijos. :)